quarta-feira, 17 de janeiro de 2018

O CRUEL JOGO DA VIDA

A vida é um jogo. Por vezes cruel. A recente tragédia de um incêndio que ceifou 9 vidas e causou dezenas de feridos num associação recreativa onde muitas pessoas se concentravam para participar numa competição de jogos de cartas e assistir a um importante jogo de futebol ensombrou ainda mais a triste realidade vivida no nosso país nestes últimos meses.
A ironia da tragédia é que as vítimas deste cruel incêndio eram participantes activas ou passivas da fugaz competição que tanto emociona e atrai a atenção dos homens, seja na forma de um mero jogo de cartas ou uma intensa partida de futebol.
 
Nesta tragédia tão dolorosa, o jogo competitivo atraiu-as, mas o jogo da vida traiu-as. Todos investiram algo, seja dinheiro, envolvimento ou a mera utilização do tempo. Todos lhe emprestaram emoção. O que ninguém esperava era o triste desfecho que a noite iria ter para tantas pessoas e famílias.
Tal como as cartas apostadas em cima da mesa, a vida de cada pessoa é uma aposta na sorte, na felicidade e no êxito. É assim que todos querem jogar. E ninguém o faz para perder. 
Nenhuma equipa entra em campo para perder, mas para investir toda a sua energia, talento e sacrifício no êxito da vitória. Ninguém quer viver para a perda, daí que cada decisão, proposta e investimento signifique uma cartada no jogo da sorte, uma tentativa de ver a felicidade e prosperidade bater-lhe à porta, qual carta de "ás" conseguida nas habilidades da jogada.
 
A VIDA É UM JOGO ARRICADO
A vida é um verdadeiro jogo, só que muito mais perigoso e cruel. É que se no jogo das cartas ou da bola se perde hoje, pode ganhar-se amanhã. Tudo depende da capacidade, do trabalho e do esforço de cada participante. Mas as jogadas da vida são muito mais perigosas, porque acarretam não só maiores riscos, mas consequências muito mais trágicas e duradoiras.
 
UNS RIEM, OUTROS CHORAM...
No mesmo espaço onde a tragédia ocorreu, e antes da trágica hora, alguns riam, outros lamentavam a sua sorte no jogo. Numa mesma hora, muitos desfrutavam da alegria trazida pela vitória futebolística, para logo a seguir chorarem a perda dos seus entes queridos. É o jogo complexo e paradoxal da existência humana...

A GRANDE REALIDADE É QUE...
A vida de um homem não depende do que ele possui ou pensa controlar. Ninguém é dono do seu destino.
Em qualquer jogo material há sempre alguém que ganha e alguém que perde. Mas tudo pode ser revertido na próxima jogada.
No jogo da vida, entretanto, semeia-se para sempre, joga-se para a eternidade. E, ou se ganha, ou se perde de vez. E dessa perda eterna não há reversão.
A Bíblia diz que cada um há de colher o que semeou. Se semeia apenas para esta vida, para si próprio, para o seu deleite e bem estar, poderá colher algum prazer nesta vida, mas nada de bom na eternidade.
Mas quem semeia para a eternidade, investindo num relacionamento íntimo com Deus, acabará colhendo um destino de eternidade com Deus. E não existe melhor e mais sábio investimento do que esse.
Jesus Cristo disse: "Buscai em primeiro lugar o Reino de Deus e a sua justiça, e todas as demais coisas vos serão acrescentadas."
É tudo uma questão de prioridades na vida.
Comentando acerca de um homem rico e próspero que contemplava o seu futuro risonho como se o mesmo dependesse das suas riquezas ou popularidade, Jesus avisou que todos os seus sonhos e projectos foram interrompidos para sempre naquela mesma noite: "Louco, esta noite te pedirão a tua alma, e o que tens preparado para quem será?"
HÁ SÓ 2 CAMINHOS...
Alguém disse que a vida é como uma moeda. Com ela se ganha, ou com ela se perde. Tudo depende daquilo que fazemos com ela.
Deus concedeu a cada ser humano uma existência física e espiritual: também oportunidades de escolha e de decisão baseadas no conhecimento do que é certo e errado, do bem e do mal. Ele sempre coloca 2 caminhos diante de nós, para que, sabia e prudentemente escolhamos o caminho certo, o caminho da vida que Deus propõe:
"Escolhe, pois, a vida, para que vivas."
A Bíblia diz que há caminhos que aos homens parecem direitos, mas os seus fins são caminhos de morte, e que aos homens está destinado viverem uma vez, vindo depois disso o juízo.
Há só uma vida.
Escolhe o caminho certo. Jesus é o próprio Caminho que nos conduz à felicidade eterna: "Eu sou o Caminho, a Verdade, e a Vida. Ninguém vem ao Pai, senão por Mim."
Não arrisques mais o teu destino eterno, arriscando a sorte na sorte, na religião, na filosofia humana, ou na matéria. Muitos vivem para a satisfação sexual, social ou material. Mas Jesus pergunta: "Que adianta ao homem ganhar o mundo inteiro e perder a sua alma?"
Convido-te a ires directamente ao Autor da Vida - Jesus - e buscar d'Ele, e d'Ele só o verdadeiro sentido para a tua vida, a verdadeira felicidade e propósito que só Ele te pode conceder hoje mesmo. Ele é o Autor da Vida, pelo que só Ele pode garantir a vida eterna. Experimenta a vida abundante que Ele que der dar mesmo agora, neste momento.

                                                                                                          Autor: Normando P. Fontoura

               VENHA OUVIR A PALAVRA DE DEUS!
"Conhecereis a Verdade, e a Verdade vos libertará" - Jesus

CENTRO COMUNITÁRIO CRISTÃO
Igreja Evangélica
Centro Comercial Londres, sala AC155 (1º andar) 

Senhora da Hora
 
Reuniões públicas todos os Domingos às 19H00 

Sem comentários:

Enviar um comentário